DezDedos

 

 

Conselhos para quem faz scrapbooking

 

 

Escolha boas fotografias

Uma boa fotografia é a base de uma boa página. O facto de usar fotografias bem tiradas e bem enquadradas é meio caminho andado para destacar uma página. E escolha bem as fotografias. Não é preciso usar todas as que tem. Escolha as melhores e as mais significativas. Se quiser aproveitar todas, faça várias páginas.

 

 

Acerte as suas expectativas

É normal vermos páginas maravilhosas nas revistas e nas galerias da Internet, mas não se esqueça que muitas dessas artistas passam horas a fazer as suas páginas. Se você é uma mãe com 3 filhos, não é uma profissional de scrapbooking. Não se deixe abater por não fazer páginas super artísticas como as que vê nas revistas. O seu objectivo é guardar as suas memórias duma forma bonita e, ao mesmo tempo, divertir-se enquanto o faz.

 

Uma disposição simples fica sempre bem

Páginas com uma disposição simples estão sempre na moda. Não procure usar as técnicas da moda, mas sim as técnicas que realçam as suas fotos e o tema da sua página.

 

 

Não é preciso ter tudo

Tal como em muitos outros hobbies, é importante resistir à tentação de comprar tudo o que acha bonito. Poderá acabar com uma enorme colecção de material e nenhuma página para mostrar.

Não se esqueça que os materiais básicos são papel, tesoura e cola.

 

Invista

Se quiser investir algum dinheiro invista em ferramentas básicas que possam ser usadas muitas vezes.

Invista numa boa impressora para poupar dinheiro em revelação nas lojas de fotografia.

Invista numa cizalha para poder cortar os papéis e as fotos sem erros.

Invista numa ferramenta para furar e colocar ilhoses.

Invista em enfeites a condizer com as cores das suas páginas (stickers, brads, flores, etc.)

Invista num bom album para guardar as suas páginas.

 

 

Escreva tudo

Quando começamos a fazer páginas, a tendência é escrever pouco ou nada para além do título. Embora essas páginas fiquem muito bonitas (uma foto grande, título, enfeites lindos e nada mais), não deve ser esse o objectivo das suas páginas.

Se não escrever os detalhes, o mais provavel é daqui a algum tempo não se lembrar e "perder" as suas memórias. Não cometa esse erro.

 

Não se preocupe com a ordem cronológica

Ainda não acabou de fazer as páginas do seu casamento e está com vontade de começar a fazer as páginas da festa de anos do seu filho? Vá em frente. O scrapbooking é uma diversão, não é uma obrigação. Faça o que tem vontade de fazer. Pode ter vários projectos a decorrer ao mesmo tempo e isso até é positivo!

 

 

Faça páginas sobre o dia a dia

A vida é feita de pequenas coisas. Não espere pelas grandes ocasiões para fazer grandes páginas. Não faça páginas apenas nos casamentos, aniversários e Natais. Faça páginas sobre o seu dia a dia. A sua filha perdeu um dente? Faça uma página. Recebeu o boletim das notas do seu filho? Faça uma página. Acabou de ler um livro que adorou? Faça uma página...

 

Use tudo o que quiser

Uma das grandes vantagens do scrapbooking é que não há limites. Pode usar literalmente tudo nas suas páginas. Está a fazer uma página sobre praia - pode colar um pouco de areia; está a fazer uma página de outono - pode enfeitar com folhas secas... deixe a sua imaginação e a sua criatividade à solta.

 

 

Faça tudo o que quiser

Não tenha medo de quebrar as regras. Quer usar um papel que adora mas não é acid-free? Use! Quer fazer muitas páginas só com uma grande fotografia e sem título? Faça! Quer experimentar cortar as fotos em forma de borboleta? Corte! Não se esqueça que o scrapbooking é uma coisa pessoal, as suas páginas são suas, as fotos são suas, as memórias são suas. Ao fazer o que quer está também a deixar um pouco de si para as próximas gerações!

 

Acima de tudo, divirta-se!!